Trinta anos após fim do comunismo na Hungria, Eduardo Bolsonaro visita o país e diz: “Vim lutar contra o socialismo”

Via: Revista Forum

O deputado federal e presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, Eduardo Bolsonaro, está em visita a Budapeste, na Hungria. Em entrevista àEuronews, o filho do presidente declarou: “Vim lutar contra o socialismo”.

Ele só “esquece” que sua visita ocorre 30 anos depois do fim dos governos comunistas no país. A Hungria foi uma das primeiras nações da região a implantar o processo de reformas políticas e econômicas. Em junho de 1989, o novo governo começou a abrir as fronteiras do país com a Áustria e, em um gesto simbólico, rompeu a chamada “Cortina de Ferro”. A medida deu o pontapé inicial para o fim do comunismo na Europa do Leste.

Eduardo Bolsonaro é alinhado com as políticas eurocéticas (descrença sobre a União Europeia) implementadas pelo primeiro-ministro húngaro, o populista Viktor Orbán. O filho do presidente criticou o multimilionário George Soros e disse que a América Latina era governada por presidentes socialistas e que as pessoas já não os queriam.

Por isso, argumentou, “optam por Governos conservadores a nível social e a favor de políticas de mercado”.

Agenda

Eduardo Bolsonaro esteve com o ministro dos Negócios Estrangeiros da Hungria, Péter Szijjártó, e deverá ser recebido por Orbán, o único chefe de governo de países da União Europeia que esteve na posse de Jair Bolsonaro.

Após visita à Hungria, Eduardo vai para a Itália, onde se encontrará com Matteo Salvini, vice-primeiro-ministro, outra das principais figuras do populismo eurocético no poder no continente no momento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.